Digo ao povo que empaquei!

Há overdose de temas no Brasil, no mundo e na minha cabeça e, confesso ao leitor que aqui me dispensa atenção, flagro-me órfão. Não é exatamente um transe criativo, mas é um transe. Pensei, primeiro, em falar do nude de Kim Kardashian e toda a discussão sobre empoderamento feminino que o sucedeu. Sim, sou desses homens que se metem a falar de feminismo porque acha que é puro radicalismo achar que feminismo é coisa de mulher. Machismo não é só de homem!

Indeciso, cravei o óbvio: vou de Lula! Não se fala, compreensivelmente, de outra coisa. Mas o que eu poderia oferecer ao meu leitor que outro não tenha oferecido? E por que razão, com tantos problemas, vou buzinar na polarização dos outros? Recolhi-me a minha insignificância e saí à cata de outro assunto.

Lembrei-me do “Tá no Ar”, esse maravilhoso programa que une televisão e internet como muitos criam ser impossível e é responsável pela sobrevida de inteligência na TV aberta brasileira. Mas há, também, uma overdose de afagos e elogios ao “Tá no Ar”, plenamente justificáveis, diga-se, e constatei que seria apenas mais um na multidão.

Já flertando com a resignação, pensei em falar de amor. Sempre há público para o amor, pensei comigo mesmo. Depois disso, empaquei!

Sobre Reinaldo Glioche


3 respostas para “Digo ao povo que empaquei!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: