A HARMONIA ENTRE O FÍSICO E O INTELECTO

 

Fazia tempo que estava para escrever sobre essa relação da mente e do corpo, que não são opostas, pelo contrário, se completam. O despertar para as atividades físicas surgiu no Brasil com o método criado por Kenneth Cooper no final da década de 60, quando os militares brasileiros adotaram o Cooper Test, para medir níveis de aptidão física da tropa nos quartéis. O termo veio a se popularizar em 1970, quando o Dr. Cooper ajudou a Seleção Brasileira de Futebol a ganhar a Copa do Mundo, usando o programa aeróbico de treinamento físico com os jogadores.
A partir daí começaram a surgir as academias de ginástica e uma febre do despertar do corpo, pois para viver melhor o homem precisava conciliar o trabalho, estudos, família com uma atividade física e praticar esportes. Uma vida saudável ganhou as cabeças da sociedade e se passou a se viver mais e melhor.
Como somos múltiplos, não sobrevivemos somente com essa vida salutar dos movimentos. A área do conhecimento fica gritando por uma atenção, qual seja, preencher todos os espaços da mente com energias do saber. Somos frutos desse binarismo ou pluralismo de ações em nosso cotidiano. E é aí que entra a relação tão perfeita, através da palavra academia.
O termo surgiu com Platão, que iniciou uma escola de filosofia nos jardins da Academia e vem dessa época a relação do físico com o intelecto. É até curioso salientar que ele chama-se originalmente Aristocles, mas como praticava natação, frequentemente, e adquiriu omoplatas largas, ficou o nome de Platão. Sócrates também insere-se nessa linha, porque antes de sair de casa, para encontros com os seus pares, fazia duzentos ou mais abdominais.
Esse começo da filosofia vinda da Grécia Antiga, com o conceito de academia veio e se instalou por todos os países e épocas, sempre se referindo a atividades artísticas, literárias, científicas e filosóficas. A mais marcante dessas instituições de cultura foi a Académie Française, sendo a inspiração da Academia Brasileira de Letras.
Pode parecer hoje contraditório fazer alguma relação dessas duas áreas, tendo a Academia como suporte, mas acontece. Na academia de ginástica, onde pratico diariamente meus exercícios, tem um rol de amigas que se interessam também por leituras, filmes, teatro, música e trocamos algumas figurinhas nos intervalos das aulas e no café que lá existe. E outro dia, uma delas lembrou que temos uma biblioteca ambulante naquele espaço, com trocas constantes de livros e de informações sobre os mesmos, os estilos dos escritores e com vários gêneros, inclusive de poesias.
Estamos trazendo para o hoje os ensinamentos deixados pelos nossos sábios gregos, que já estavam muitos séculos à nossa frente.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: