Você e a sua fonte de mal entendidos

De todas as grandes verdades que Saint-Exupéry escreveu em seu livro “O Pequeno Príncipe”, tenho sentido a necessidade de reforçar cada vez mais uma em especial: “a linguagem é uma grande fonte de mal entendidos”.

Não se trata de uma autodefesa, pelo contrário: o ímpeto pacificador me leva a tentar que as pessoas dêem um passo para trás, removam seus cabrestos e observem a situação para que dela possa sair o melhor entendimento possível. Por que se dependermos apenas das conclusões que tiramos para entender o outro, creiam: essa tarefa será impossível de ser realizada.

Às vezes parece muito difícil de entender o ponto de vista do outro, parece que a frase dita está sempre errada e a razão está em quem retruca – por mais que haja réplicas, tréplicas, e daí por diante. Das duas, uma: ou eu sempre si do que você está falando e a minha verdade é mais verdadeira, a minha razão é mais racional, ou você é um estúpido que está falando merda.

Ninguém nem mesmo cogita a hipótese de ter entendido errado o discurso do colega, não pensam que podem não ter acompanhado o raciocínio, tampouco percebem que seus referenciais podem não ser os mesmos e, portanto faltam-lhe informações cruciais para entender o processo e o ponto final.

Se o amigo leitor for cristão, saiba que só o grandioso Deus tem o poder de saber o que se passa em sua mente; caso não seja, nem mesmo deus saberá. E daí é que surgem os primeiros desentendimentos: o caminho das pedras é muito simples quando caminhado com o pensar, partindo da intersecção das experiências que o levaram até àquela conclusão. Entretanto, o seu ouvinte não teve as mesmas experiências e portanto não realizou a mesma sinapse e não chegou à mesma conclusão.

Resultado disso? Mal-entendidos… Tudo culpa da linguagem…

Interesses, objetivos, pontos de partidas… Todos são individuais, específicos e detalhadamente personalizados. Ou dá-se um jeito de partilhar parte dessas coisas e assim garantir maior capacidade de compreensão, ou engana-se de pensar que está comunicando.

Repensar é a lei.

Anúncios

Sobre Bia Bernardi

Bia Bernardi é escritora e gosta de ler livros de temas diversos, adora música, pra dançar ou só ouvir, e gosta de estar com quem gosta. Ver todos os artigos de Bia Bernardi

3 respostas para “Você e a sua fonte de mal entendidos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: