Carta

Caro Sr Murphy,

 

Estimo que esta carta encontre-lhe bem, seja lá onde hoje o senhor estiver, se no Céu, em vista de sua tão realista lei, ou talvez no inferno pela real capacidade que a sua lei tem de ferrar com todo mundo.

Gozo em saber que o senhor tenha sido a primeira vítima de sua própria lei, uma vez que foi dessa forma que a descobriu, pois desta forma sinto-me vingada por tantas as vezes em que lembrei-me do senhor nos piores momentos.

Hoje receio que tenhamos um outro personagem, contemporâneo à minha história, que tenha evoluído com a sua lei, de uma forma ainda mais verdadeira, e que, garanto-lhe, tantas outras pessoas vivem isso em paralelo a mim e a seus decendentes. Essa nova lei diz que se algo está pior, pode vir a piorar.

Ainda que tantos pensadores da arte da Administração tenham nos alertado com técnicas, segundo eles, infalíveis para o controle dos resultados, nenhuma delas ultrapassa a força de sua lei ou mesmo dessa segunda – que podemos efetivamente chamar de Lei de Tiririca.

Asseguro que sua Lei, caro Murphy, ainda é muito válida, mesmo 66 anos após sua criação, ela permanece viva, agora com o incremento de que tudo pode sempre piorar.

Não duvide. E como dizemos por aqui, na Terra de 2015: #ficaadica

 

Atenciosamente,

Bia

Anúncios

Um comentário em “Carta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s