UMA VIDA NUM CIGARRO

image

Acende um cigarro. Entre tragadas, baforadas e no redemoinho da fumaça, a vida volta em uma noite de bruma, sem luar ou canção. Apenas os gritos que varavam a madrugada, para logo depois surgir a paz e o silêncio momentâneo, somente quebrado pelo choro de uma criança. A mãe, de soluços de dor, agora chora baixinho agarrada ao seu bebê que acabara de romper para o mundo.
A rua era fria e nenhuma voz de apoio para amparar as duas criaturas, que entre tristezas e alegrias estavam incógnitas e sem paradeiro. Outros tantos na mesma condição nada tinham a fazer, pois também nada tinham a dar. Apenas desesperança.
Os passos começam a tomar formato, luzes foram surgindo e as direções acertadas levaram o menino para os bancos escolares, delineando fazeres e vontades. A rota, antes traçada pela mãe, foi alterada. O filho cresceu com bons adubos de amor e educação. Para corroborar o momento de venturas, a alma do rapaz era lívida e sempre pronta para ajudar o próximo.
E surgiu a intenção de ser médico, muito mais para socorrer pessoas em abandono e em desalento. Seria um grande médico!
Seu cigarro termina, no instante que avisam que a cerimônia de colação de grau já vai começar.

Anúncios

2 respostas para “UMA VIDA NUM CIGARRO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: