Busca da certeza

extraído na internet

extraído na internet

Que a verdade tem sido a meta de várias pessoas isso é verdade. Num momento em que o que mais queremos é a verdade para desmascarar parte da classe política nacional, passo a imaginar que seria melhor termos certeza das coisas. Pensando nisso, resolvi fazer as minha lista de certeza. Você, que por ventura, dispensou um pouco do seu tempo com essas palavras, faça sua lista de certeza. Pode ser da vida, pode ser dos sonhos, pode ser até sem muita certeza. Um dica, fuja do chavão: a certeza da vida é a morte.

Esse chavão, ditado popular, dica para vida é tão démodé quanto a palavra que acabei de usar. Inspire-se nas crianças para buscar suas certezas. Para elas não há limite de tempo e espaço. Na há distância entre a Lua e a Terra. Na há o calor maligno do Sol. Não há limite de certeza.

Então, comece fazendo a sua lista como se fosse preciso que essa fosse entregue agora no Natal. Todos os seus desejos e sonhos para o próximo ano vão depender que você faça a entrega dessa lista de certezas.

Para facilitar sua vida, divida a lista em categorias. Depois coloque as categorias em ordem alfabética. Após fazer essa arrumação, tente estabelecer as suas certezas em grau de importância. Sim, toda certeza na vida tem grau de importância. Se não, não seriam certezas. Pois bem, estando organizadas com esses critérios faça o seguinte: defina por ordem começará a tirar a prova dos nove. Como assim, prova dos nove? Oras, toda certeza depende de comprovação. O que pode ser certeza para mim, não o será para outro.

Pois bem, feito isso. Pare de ler este texto. Esqueça-o por alguns dias. Organize tudo que foi e como foi pedido acima. Sim, antes do Natal! Depois retorne para ler o final do texto. Nem pense em seguir uma linha a mais sequer.

Se você conseguiu cumprir o que foi pedido no parágrafo anterior, pode ter certeza de uma coisa: você faz o seu destino. Então, bote um Vandré na vitrola e repita mil vezes: “quem sabe faz hora não espera acontecer”. Agora, se você não fez e resolveu ler o texto sem fazer a parada solicitada, saiba que a melhor pedida é Legião Urbana: “ninguém senhor do meu destino”. Nem mesmo eu.

Vamos para o Natal com a certeza do Cristo renascido. Ao mesmo tempo, esse renascimento será trocado pelo bom velhinho que ajuda a vender brinquedo. Renovaremos nossas certezas sobre a vida e construiremos a saudade do que já fomos. Mas, tenha certeza, já dizia Belchior: “o passado é uma roupa que não nos serve mais”.

Então, bom Natal! É isso.lista-de-desejos

Anúncios

Sobre Celso Oliveira

Jornalista e Mestre em Ciência da Comunicação pela ECA/ USP. Ver todos os artigos de Celso Oliveira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: