Funcionária nova

secret6

Eu devo parecer contente. Alegre. Agradável. Leve.

Mas, são 8h44 da manhã e já não dá. Acordei às 5h00 com o despertador do vizinho. Minha carona avisa às 5h29 que não vai poder me esperar. O certo é sairmos às 06h ou 05h50. Mas ela avisou naquela hora, quando ainda nem tinha saído da cama.

Às 06h15 vou caminhando até a estação de trem porque o ônibus não passa mesmo.

As calçadas esburacadas torturam os sapatos e os pés. Mas nem de longe se comparam ao sadismo de quem determinou a quantidade e o intervalo dos trens no horário de pico. Embarco no terceiro que passa e fico imprensada à porta.

Corpos suorentos que aparentam estar na lida há bem mais tempo do que o possível colam ao meu. Alguém espirra na minha mão, que mal e mal se mantém presa no suporte vertical. É isso, ou cair à menor curva do trajeto. Sinto nojo.

As portas se abrem e mais gente entra a cada estação. Luto para manter a bolsa longe dos batedores de carteira. Na estação Tamanduateí o movimento é inverso e sou expulsa com gosto pelos passageiros que descem naquela estação. Quase não consigo voltar ao vagão.

Tudo tranqüilo até a transferência para o metrô. Lá nova espera, novo massacre, novo espirro. Agora o suor escorre pelas minhas costas e me sinto suja como se já fosse o fim do dia. Estou atrasada. Há fila na padaria. Vários idosos sendo extorquidos na combinação de pão de queijo e café com leite a R$ 10. Eles conferem o troco com um misto de extremo cuidado e incredulidade, como culpá-los?

Entro no ônibus, que para metros adiante no engarrafamento. O trajeto de quinze minutos triplica. O chefe ainda não chegou quando escorrego aliviada para a minha mesa.

O dia mal começou. E eu deveria parecer contente.

Anúncios

Sobre Aline Viana

Aline Viana nasceu em São Paulo, em 1981, mas prefere que não espalhem a que safra pertence. É formada em jornalismo. Cansada de tanto quem, o quê, quando, onde, como e porque resolveu entrar em um curso de crônicas. Foi um santo remédio para recuperar a saúde de seus textos. Se o diagnóstico está correto, você pode checar nos blogs: cronicasdas12.blogspot.com e semanalmente no vidasetechaves.wordpress.com . Novos pareceres são sempre bem-vindos. Ver todos os artigos de Aline Viana

8 respostas para “Funcionária nova

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: