O melhor da festa…

Ele estava ali. Com uma maça enfiada na boca, as mãos amarradas nas costas, de bruços e inclinado sobre um pequeno monte erigido de almofadas. A bunda estava exposta. Havia cera. Havia um pênis de borracha negro de pelo menos 12 centímetros também. Naquela posição, esperando pelo pior, ele tentou-se lembrar do primeiro momento em que sentiu prazer ao sentir dor.

Lembrou-se de quando caminhava de mãos dadas com sua mãe e sempre passava por uma cerca elétrica de um condomínio vizinho à escola. Ele olhava para aquela cerca com o que depois viria a aprender ser tesão. Olhava demoradamente para os fios e podia sentir a eletricidade em um exercício de ansiedade que entregava seu desejo sórdido pelo choque. Mas ele não sabia se esse era o primeiro momento. Até porque só tocou naquela cerca dois anos depois, quando já não estudava mais naquele colégio. Quando já tinha perdido a inocência, ainda que a virgindade não tivesse de todo se perdido.

Lembrou dos tapas na bunda que sua mãe lhe dava. Sempre com muito zelo. Pegava-o pela orelha, o recostava sobre suas coxas grossas, abaixava sua bermuda, ou se estivesse vestindo calça, desatava o cinto e arriava as calças, e batia com a palma da mão levemente inclinada. Sempre três tapas. Lembrou-se de que a partir de determinada época, passou a empinar a bunda e gemer de leve, em vez de chorar.

Lembrou dos tapas na cara que seu pai lhe deu na puberdade. Do gosto do sangue. Do lábio doído e do prazer que sentia na noite que se seguia à bofetada.

Mel chegou e disse que já ia começar. Ele afastou o pensamento para se concentrar naquele momento. Estava para sentir dor. Prazer. Dor. Prazer. Dor.

Anúncios

Sobre Reinaldo Glioche


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: