Despertos

cielo

E o sol passou outra vez brilhante e morreu como o facho da última estrela cadente que vi antes de dormir enquanto apertava a sua mão na minha Acordei do sonho do sono, você já se tinha ido, esmaecido em brumas e não via mais comigo a abóbada celeste salpicada de pura luz. Amedrontada caí de novo no poço mais fundo, iluminado pelos holofotes de mentira… Mas eu verdadeireço na noite porque aprendi a viver de dia.

Anúncios

Sobre Marina Costa

Vegetariana, sagitariana, feminista e humana, emanando energias para que nossa vida nesse cosmo infinito tenha um sentido no fim. Mesmo que seja o de produzir ecos de bons sentimentos e só... Ver todos os artigos de Marina Costa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: