Acrósticos

Os acrósticos são textos poéticos onde, usualmente, a primeira letra de cada frase ou verso forma uma palavra ou frase. Mas também podem ser usadas letras do meio ou do final de cada verso ou palavra. O vocábulo tem origem no grego Ákros (extremo) e stikhos ( linha ou verso). Podem ser simples, com frases, nomes ou palavras que não tenham ligação entre si ou podem mesmo ser um poema completo. Exemplo de um acróstico simples:

 Magia

Amor.

Encantamento.

Exemplo de um acróstico usando a letra final:

DoM

AlmA

LevE

Já eram feitos na Antiguidade por escritores gregos e latinos e na Idade Média pelos monges. Hoje em dia podem ser encontrados em vários lugares, como jornais e revistas e também em sites de poesia na internet, com destaque para o Recanto das Letras onde é grande o número de poetas que trabalham com essa forma de poesia. Professores também o utilizam bastante a fim de ativar a criatividade dos seus alunos através de uma atividade lúdica,por que se torna um jogo muito interessante. Eis aqui um belo exemplo de poema usado nessa situação:

Adivinha

Com quatro patinhas, o rabo curtinho,

Orelhas compridas, peludo – é verdade –

E sempre a mexer o nariz quando come,

Louco por cenouras e alfaces, louquinho,

Há tanto no campo como na cidade.

O nome não digo. qual é o seu nome?

(Leonel Neves – Bichos de trazer pra casa)

Uma de suas funções é ressaltar as qualidades ou os feitos de uma pessoa, sejam essas qualidades boas ou más. Outra, mostra o gosto pelo segredo, quando você não ressalta as letras iniciais de cada verso e então, muitas vezes o acróstico nem é percebido como acróstico, como no poema abaixo de Ophélia Queirós. Descubram a quem é dedicado:

Fazia bem em me dizer

e grata lhe ficaria

razão porque em verso me dizia

não ser o bom-bom para si

a não ser que na pastelaria

não lho queiram fornecer.

d´outro motivo não vi

ir tal levá-lo a crer.

Não sei mesmo o que pensar.

Ha fastio para o comer?

Ou não tem massa p´ro comprar?

Peço porem que me desculpe

este incorreto poema

seja bom e não me culpe

sou estúpida e tenho pena:

o Sr. é muito amável

aturando esta… pequena.

Um dos mais famosos e respeitados acrósticos é o Hino Nacional dos Países Baixos que não pretendo reproduzir aqui ,mas são 15 versos onde a primeira letra de cada forma o nome de “Willem van Nazzov” (Guilherme de Nassau). Também na Bíblia, principalmente nos Salmos, encontramos exemplos de acrósticos. Poetas às vezes o utilizam para assinar um poema, como no exemplo abaixo, em que a autoria do poema se encontra formada pela união das primeiras letras de cada verso.

Transcendência

Manhã de sol e nem bem

acordo, já levanto em busca do meu café.

Risonha ,como se a vida fosse

infinita, como a eternidade o é.

Amo essas manhãs assim:

o sol com seus raios brilhantes,

límpidos como os olhos do meu amor.

 Intimamente eu sinto que o

mistério dessa vida será desvelado e

por todos se tornará conhecido.

Inúteis serão as iras irrompidas

através dos gritos dos amargos.

As almas todas se tornarão mais puras,

limpas que serão pela felicidade que

vitoriosa cantará a glória de viver

esperando que por todo o sempre

silenciem as dores dos sofridos.

Deus então mostrará sua cara.

Enfim estará presente em todas as vidas

morando em cada coração radiante que

encontrará então a paz tão desejada e a

 liberdade de ser feliz eternamente, pensando:

 “o resto dos meus dias será assim”

Maria Olímpia Alves de Melo

About these ads

5 responses to “Acrósticos

  • Henrique Fendrich

    poxa, não sabia que o hino dos Países Baixos era feito dessa forma! Eu provavelmente faria exercícios assim, se soubesse poetar.

  • Alex Canuto de Melo

    Muito lindo isso! Transcender a partir do cotidiano, sem escapismos. Esse trecho do poema traduz muito do que sinto, em dias de sol como esse, enquanto tomo meu café e meu pão de cada dia:

    Intimamente eu sinto que o
    mistério dessa vida será desvelado e
    por todos se tornará conhecido.

    maravilhoso mesmo! sem contar a maneira como você nos ensinou sobre os ‘acrósticos’. parabéns!

  • Marina Costa

    Poesia, é tanta coisa bonita que da pra fazer… Vivam as palavras, ditas ou subentendidas!!!

  • Olga

    Eu só conhecia o tradicional dando destaque às iniciais das palavras. Achei os outros muito interessantes, principalmente os que narram situações onde a pessoa estaria envolvida.
    Bem legal!

  • Pat

    Que lindo…

    “o sol com seus raios brilhantes,límpidos como os olhos do meu amor”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 916 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: